fbpx

Travelex Bank redesenha área de parcerias; conheça os benefícios para sua empresa

Em 2020, o mercado de câmbio sofreu os impactos do novo coronavírus, que restringiu viagens, limitou o comércio exterior e fez o dólar – ativo procurado em tempos de incertezas internas – subir fortemente. Mas, em meio a todas as dificuldades, há quem se destaque. É o caso do Travelex Bank, banco especializado em câmbio, que viu seu lucro subir 58% sobre o ano anterior.

Além das tradicionais transações com moeda, outro segmento mais direcionado foi demandado durante a crise. A área de parceiros do Travelex, Business Partnership, teve uma importante contribuição e se destacou durante a crise. O segmento conseguiu crescer em volume de negócios, fruto de uma busca pela eficiência operacional através do fortalecimento do relacionamento com parceiros. Nesse ano, outras mudanças foram implementadas com o redesenho da operação, que inclui equipes dedicadas aos parceiros e um portal exclusivo.

“Temos clientes que atendemos diretamente, mas as parcerias dentro do modelo do Travelex sempre foram importantes. Eles são multiplicadores de negócios e garantem capilaridade ao banco. Em qualquer região do País podemos ter um parceiro que conhece o local, as demandas de câmbio de seus clientes e nos indica para as operações”, explica Paulo Marcos, diretor Comercial do Travelex Bank e responsável pela reorganização da área no ano passado, em entrevista ao InfoMoney.

“Fizemos uma revisão nos acordos e nos mantivemos próximos a parceiros que geravam negócios. A estratégia foi muito eficiente”, diz o executivo. A reorganização deu certo. De 2019 para 2020, a área movimentou 116% a mais em volume de negócios, sendo que as operações de importação e exportação e de transferências representam aproximadamente 90% do volume indicado por parceiros.

“É um modelo bom para todos. O banco ganha capilaridade para captar novos clientes e os parceiros, que são de diferentes ramos de atividade, conseguem um incremento na receita”, explica o diretor.

As parcerias no Travelex Bank existem desde 2010, quando a então corretora Confidence Câmbio (hoje, Travelex Confidence) fundou, dentro da própria organização, um banco especializado em câmbio, adotando este modelo para ganhar capilaridade. Na rede de parceiros do Travelex há escritórios de advocacia, contadores, agentes autônomos, corretoras de seguros, despachantes aduaneiros, entre outros.

Proximidade, suporte e autonomia

Sobre o bom desempenho, a gerente de Business Partnership do Travelex Bank, Renata Fonseca, destaca a importância de se manter próximo ao parceiro, dando orientações e todo o auxílio para o cliente que ele traz para a instituição. “Surfamos bem nesta onda pela nossa especialização, claro, mas porque oferecemos todo o suporte necessário para a atuação do parceiro, o que nos levou a um ano surpreendente”, comenta Renata, que dá detalhes da reestruturação interna neste começo de 2021.

Dentro do Travelex Bank, a partir da reorganização do modelo de negócios, cada área passou a ter um time dedicado a atender os parceiros, desde a análise de operações ao fechamento na mesa de câmbio.

Uma grande entrega de um projeto dedicado exclusivamente a parceiros, que está em fase final de desenvolvimento, será o Portal Partner, no qual eles poderão acompanhar todas as operações que seus clientes fizerem no banco, incluindo as taxas aplicadas e que geram o comissionamento. Esta ferramenta reforça e facilita, também, toda a gestão de portfólio, garantindo uma governança ainda maior para nossos parceiros.

“Nossa relação será muito transparente, com o parceiro tendo acesso a todas as etapas das transações dos seus clientes. A ferramenta está em fase de homologação, em breve estará disponível”, comenta Renata.

A responsável pelas parcerias no Travelex Bank também destaca a importância da autonomia dada aos parceiros. Eles têm liberdade para negociar com seus clientes o spread das operações. O banco somente entra na parte operacional.

Os benefícios da reorganização na área de parcerias, iniciada no ano passado e que prosseguiu neste começo de 2021, anima os executivos do Travelex Bank para repetir mais um ótimo ano.

O desafio não será simples. O banco de câmbio saltou várias posições no ranking do Banco Central (BC), nas chamadas operações de câmbio primário, que incluem todas as exportações, importações e os câmbios financeiros, não atrelados a uma mercadoria, mas a um serviço prestado.

“Nosso crescimento em 2020 foi estrondoso, ocupávamos, no ranking, posições de 34º e 36º e alcançamos a 16ª posição em dezembro, o melhor desempenho na história do banco”, comenta o diretor comercial Paulo Marcos.

O executivo lembra que as primeiras posições são ocupadas pelos grandes bancos e, na sequência, vem o pelotão dos bancos internacionais, que tem operações de grandes volumes de clientes do exterior. “Neste patamar que alcançamos, por volta da 16ª posição, estão os bancos e corretoras que, de fato, são nossos concorrentes”.

Só em receita líquida, no ano passado, o banco registrou avanço de 36% na comparação anual. “O começo de 2021 está sendo muito bom novamente, tivemos um ótimo primeiro trimestre e estamos otimistas, sempre com metas mais elevadas”, diz o diretor comercial. O crescimento na receita projetado para 2021 pelo Travelex Bank é de pelo menos 10%, mas pode chegar a 20% no cenário mais otimista desenhado pela instituição.

 

Importante: A publicação acima é um conteúdo patrocinado, sendo que a Infostocks Informações e Sistemas Ltda. (“InfoMoney”) não tem qualquer responsabilidade pelo conteúdo e informações disponibilizadas, não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações, não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. O autor ou empresa responsável pelo conteúdo estão indicados na própria publicação.

Fonte: Infomoney

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais