Treinador brasileiro de Jones e Holm analisa duelos no UFC 239

Já sobre Holm, o faixa-preta admitiu que foca seu trabalho em ensinar à multicampeã de boxe e kickboxing, principalmente, em se defender e ser capaz de levantar caso seja derrubada. E garante que ela está preparada para quaisquer rumos que o embate tomar.

“Desde antes da Ronda viemos trabalhando com a Holly, então são mais de cinco anos trabalhando o chão dela”, disse, “E não sou só eu, somos eu e o professor “Barata” (Rafael Freitas), então são dois estilos diferentes de jiu-jítsu. A gente trabalha bastante, não só para esse camp. Contra a Cyborg, ela lutou ADCC, a gente sabia que ela poderia ter a chance dela no chão, então o fundamento do jiu-jítsu é uma coisa que a gente trabalhou desde o início, porque isso tem que ser forte em todo atleta. A gente não tenta ganhar a luta no chão, tenta se defender e botar a luta onde a gente é melhor, que é em cima”

“A Amanda é uma nocauteadora também”, continuou, “Como o Jon, ela é completa. Ela tem a parte de quedas do judô, que é faixa-preta, ela tem o wrestling treinando na American Top Team, ela tem o jiu-jítsu, é faixa-preta também e ela é nocauteadora, é só ver o que ela fez contra as últimas três meninas. Então estamos preparados para tudo. Nesse nível de disputa de cinturão, se você não está preparado para todos os elementos da luta, você nem deveria estar nesse desafio. Estamos confiantes porque a gente fez o nosso trabalho, agora chegou a hora de eles jogarem esse xadrez humano”.

O UFC 239 terá transmissão ao vivo e exclusiva do Canal Combate neste sábado (6), a partir de 17h30 (horário de Brasília).

Assine o Combate | Siga o UFC Brasil no Youtube


Fonte: UFC

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: