fbpx

“Tudo o que acontece de ruim na vida da gente é ‘pra meiorá'” – Notas – Glamurama

Créditos: TVGlobo | Sergio Zalis

Quarentena também é sinônimo de saudade e quem está aproveitando para relembrar bons tempos nas telinhas é Camila Queiroz, que não perde um capítulo de ‘Êta Mundo Bom’, que está sendo reprisada no ‘Vale a Pena Ver de Novo’ da Globo. Na trama, ela interpreta a ingênua moça de fazenda Mafalda, que vive uma espécie de ‘triângulo amoroso’ com Zé dos Porcos (Anderson di Rizzi), e Romeu (Klebber Toledo), que hoje é marido de Camila. Inclusive, os dois se apaixonaram e engataram o romance nos bastidores da novela. A atriz falou como está sendo ‘reviver’ esses momentos e o como anda a rotina em meio a quarentena: “Tudo o que acontece de ruim na vida da gente é ‘pra meiorá’, esse é o lema da novela”.

A Mafalda é uma personagem muito divertida e as cenas envolvendo o núcleo da Fazenda Dom Pedro II sempre rendem boas gargalhadas. Você também se divertia em cena? 
Camila: Esse núcleo era realmente uma família. Quis levar todos para a vida. Era muito gostoso gravar as cenas, muito divertido e leve. Está sendo maravilhoso rever a novela.

Uma grande questão para a ingênua Mafalda é conhecer o famoso “cegonho”. Como foi construir essa personagem? 
Camila: Aproveitei meu sotaque do interior e me joguei de cabeça, inspirada nas minhas avós e em como elas viviam nessa época. Quanto ao “cegonho”, realmente foi um grande sucesso. Esse com certeza foi o assunto mais comentado durante a novela. Agora com a reprise de ‘Êta Mundo Bom!’ as pessoas voltaram a falar sobre isso. Me divirto muito!

‘Êta Mundo Bom!’ tem uma mensagem muito positiva, de esperança. Como você enxerga essa novela diante do momento que estamos vivendo?
Camila:  “Tudo o que acontece de ruim na vida da gente é ‘pra meiorá”, esse é o lema da novela! Nada mais propício para o momento atual. Em meio ao caos, o que pode nos ajudar a sobreviver é a esperança de dias melhores. Sem esse sentimento, não haveria motivação. Espero que todos esses problemas gravíssimos que estamos passando sirvam de aprendizado e evolução da sociedade. Também fico muito contente em saber que conseguimos provocar riso no telespectador. É gratificante.

Como tem sido sua rotina na quarentena?
Camila: Tenho feito de tudo um pouco, menos sair de casa. Eu e o Klebber (Toledo) estamos cuidando da casa sozinhos, então isso acaba ocupando a maior parte do nosso dia, além das nossas quatro filhas de quatro patas (risos). Tenho feito exercícios, yoga e meditação… ajuda muito para aliviar o estresse.

(function(d, s, id) {
var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0];
if (d.getElementById(id)) return;
js = d.createElement(s); js.id = id;
js.src=”https://connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.4&appId=1409357522615229″;
fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);
}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Fonte: Glamurama

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!