fbpx

UE busca empresas italianas para acelerar produção de vacinas

A Comissão da União Europeia está entrando em contato com as autoridades italianas para identificar empresas disponíveis para aumentar a produção de vacinas contra o novo coronavírus Sars-CoV-2.
    A informação foi revelada nesta segunda-feira (15) por fontes europeias, que indicaram que negociações semelhantes estão sendo realizadas com fábricas de outros Estados-membros.
    Em toda a Europa haveria cerca de 10 empresas que poderiam ser convertidas para desenvolverem os imunizantes. Segundo relatos, Bruxelas está avaliando tanto a possibilidade de ampliar a capacidade das unidades já ativas na produção de vacinas, como a de converter algumas unidades destinadas a outros produtos para a saúde humana e animal.
    A força-tarefa da UE, chefiada pelo comissário europeu para o Mercado Interno, Thierry Breton, lidera as conversas com todos os países do bloco para conseguir informações sobre as diferentes capacidades de produção nacionais e mapear uma rede de locais para aumentar a quantidade de doses à disposição do território europeu.
    De acordo com as fontes, a ideia da conversão das indústrias parece, no momento, a mais eficaz e a mais rápida porque a construção de novas fábricas demoraria, em média, cinco anos.
    A decisão é uma forma da Comissão tomar medidas para garantir que não haja gargalos nas diferentes fases da produção de vacinas, enquanto, a médio prazo, Bruxelas pretende criar uma rede de ligações entre diferentes empresas em toda a Europa para garantir que a produção nunca sofra interrupções.
    Nas últimas semanas, a Comissão Europeia tem sido muito criticada pela sua lentidão no início das campanhas de vacinação nos países da UE, principalmente devido aos processos de certificação e aos pedidos das doses.
    Ontem(14), inclusive, a comissária europeia da Saúde, Stella Kyriakidesa, afirmou que a UE irá acelerar o processo de autorização dos imunizantes adaptados às novas variantes do coronavírus.

Veja também:

Covid-19: o pesadelo da 2ª onda em plantão de UTI em Londres


  

  • separator

Fonte: Terra

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais