fbpx

Viúva de Mr. Catra deixa mansão e volta a morar em comunidade no Rio

Silvia Catra tem enfrentado algumas dificuldades financeiras desde a morte de Mr.Catra. A viúva do funkeiro, inclusive, se viu obrigada a se mudar da mansão onde vivia no interior de São Paulo, para uma comunidade no Rio de Janeiro.

VOCÊ VIU? Após o “Power Couple”, Drika descobre traição de André Marinho

Sucesso de Sérgio Guizé incomoda colegas de “A Dona”, diz colunista

Babi Rossi detona Juju Salimeni: “Se jogava para meu namorado”

Solange Gomes revela ter abortado filho de Renato Gaúcho

“Não temos mais a vida que tínhamos antes, mas não tem ninguém passando necessidade. A mudança foi bem louca. Acordei um dia e vi que preciso de ajuda”, disse à colunista Fábia Oliveira.

E explicou: “Agora vim para perto da minha mãe para ela me ajudar um pouco. Wagner (nome de batismo de Catra) não está mais comigo. Antes ele era o pilar da casa e agora não tenho mais ele. E em São Paulo eu estava muito distante da minha família, então percebi que ficava mais triste em São Paulo”.

Grata, a esposa do cantor, ressaltou a importância de Buchecha nessa difícil fase. “Ele foi um bom amigo. Wagner sempre vivia rodeado de amigos, mas na hora em que precisei de verdade foram poucos. Quem quer ajudar, ajuda”, afirmou.

E não parou por aí: “Todos sabem que o provedor da casa era ele e ninguém veio até a mim perguntar se eu estava precisando de alguma coisa”, revelou. Quando questionada sobre os bens deixados por Catra, Silva foi clara e direta: “ele trabalhava para o pão de cada dia. Tinha 32 filhos e ajudava a todos. Nunca deixou faltar nada. No Brasil que vivemos hoje, não existe ninguém rico com 32 filhos”.


  • Mr. Catra era o nome artístico de Wagner Domingues da Costa. Filho de Manoel e Elza Costa, o cantor era natural do Rio de Janeiro


  • Catra foi criado por Edgar e Gracy Pinaud, patrões de sua mãe e sempre falou muito bem de ambos. Em 2016, o famoso lamentou publicamente a morte do pai


  • O artista teve vida confortável e educação em uma das escolas de elite mais tradicionais do Rio de Janeiro. Catra escolheu o nome artístico por causa da rua onde morava no Alto da Boa Vista, área nobre da cidade, a Rua Dr. Catrambi


  • Rei do funk ‘proibidão’, Mr. Catra era casado com três mulheres e teve 32 filhos


  • Além de português, Mr. Catra dizia que dominava nada menos do que outros cinco idiomas: francês, hebraico, grago, inglês e alemão


  • Mr. Catra sempre levou os estudos a sério e se formou em Direito (não quis prestar o exame da OAB e migrou para a música)


  • Nos anos 80, Catra era guitarrista em um grupo de rock chamado O Beco


  • Em 2013, Mr. Catra entrou com o processo para adotar duas crianças portadoras do vírus HIV. “Eles são parentes de uns conhecidos meus e quando me contaram a história, eu não pensei duas vezes. Na mesma hora chamei minha mulher Silvia Regina e falei que era um presente de Deus”, contou o funkeiro ao “Uol” na época


  • Mr. Catra se converteu ao judaísmo após visitar o Muro das Lamentações, em Israel


  • Além do rock e funk, Mr. Catra também se arriscou no sertanejo


  • Existe o projeto de um filme sobre a vida de Mr. Catra. No passado, o cantor revelou que desejaria ser interpretado nas telonas por Lázaro Ramos



  • Em abril deste ano, Mr. Catra revelou ao “SuperPop”, da RedeTV! que o câncer no estômago se desenvolveu por causa do consumo excessivo de álcool e noite sem dormir. “Eu descansava, não dormia. Agora as coisas estão retomando”, garantiu na época


  • Mr. Catra descobriu o câncer no estômago no começo de 2017 e perdeu 35Kg na época em que fez quimioterapia


  • Mr. Catra morreu no dia 9 de setembro, aos 49 anos, vítima de falência múltipla de órgãos, em decorrência do câncer de estômago

Fonte: PORTAL TERRA – CELEBRIDADES

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!