Você deve tirar os sapatos ao entrar em casa?

Talvez você se descalce ao entrar em casa para não trazer sujeira da rua para o assoalho e o carpete ou talvez para dar um alívio aos pés. Mas se você normalmente se descalça porque tem medo de levar para casa bactérias daninhas que possam provocar doenças, relaxe. Segundo especialistas, suas preocupações nesse sentido são exageradas.

O que você carrega em seus sapatos? Charles P. Gerba, professor e microbiologista da Universidade do Arizona, estudou quais e quantas bactérias se abrigam nas solas. Em 2008, pesquisadores examinaram calçados novos usados por dez participantes durante duas semanas e constataram que bactérias coliformes, como a E. Coli, são extremamente comuns no exterior dos calçados. A E. coli pode causar infecções urinárias, intestinais, meningite e outras doenças.

“Nosso estudo também indica que as bactérias carregadas nos calçados podem vir de uma longa distância de casa”, disse Gerba. (Ressalte-se que o estudo não foi publicado em jornal médico especializado, teve um número limitado de participantes e foi patrocinado por um fabricante de calçados que estava testando calçados laváveis em máquina.)

Gerba disse numa entrevista neste mês que as conclusões do estudo o fizeram mudar alguns de seus comportamentos, como pôr os pés sobre a mesa de trabalho.

É possível receber germes do sapato se você tocar nele e depois levar as mãos ao rosto ou à boca, por exemplo, ou se comer alimentos que caíram no chão. Mas, na hierarquia de doenças adquiridas em casa, o perigo de bactérias abrigadas nos sapatos é comparativamente baixo, segundo Donald W. Schafner, microbiologista de alimentos da Universidade Rutgers em New Jersey.

Esponjas, que retêm água e partículas de alimentos, são um “celeiro” de bactérias, explicou Aaron E. Carroll, professor de pediatria na Escola de Medicina da Universidade de Indiana em Indianápolis. Fora de casa há objetos e superfícies que são tocados com frequência e raramente (ou nunca) limpos, como dinheiro, caixas eletrônicos ou bombas de postos de gasolina, disse ele, acrescentando: “Focar em sapatos é focar no vetor errado”. Especialistas enfatizam que lavar as mãos com água e sabão continua sendo a melhor prática para prevenção de doenças.

Lisa A. Cuchara, professora de ciências biomédicas da Universidade Quinnipiac em Hamden, Connecticut, disse que bactérias fecais certamente são transmitidas dos sapatos para o chão das casas, mas, “para a maioria dos adultos saudáveis, esse tipo de contaminação gera mais repugnância que ameaças à saúde”.

Como comparação, ela assinala que o chão de um restaurante público tem em torno de 2 milhões de bactérias por polegada quadrada. Um assento sanitário, enquanto isso, tem em média 50 milhões de bactérias por polegada quadrada. “Pense nisso na próxima vez que você deixar a bolsa ou a mochila no chão de um banheiro e depois, em casa, puser em cima da mesa ou do balcão da cozinha”, disse ela.

Considere o que os cães trazem para dentro de casa. Se você está preocupado com o que os moradores de duas pernas trazem, que dizer do que os cachorros podem trazer?

“Não lavamos as patas do cão a cada vez que ele entra em casa e muito menos pensamos por onde ele andou”, disse Carroll que tem um spaniel chamado Loki. Andrea Kaufmann, de New Jersey, disse que troca os sapatos por chinelos a cada vez que entra em casa para não levar sujeira para dentro. Mas lembra que seus dois labradores não podem tirar os calçados.

Jack A. Gilbert, professor da Universidade da Califórnia em San Diego e autor do livro Dirt Is Good (A sujeira é boa) disse que há teorias sugerindo que trazer elementos externos para casa pode estimular o sistema de autoimunização, particularmente em crianças.

No primeiro ano de vida da criança, a interação física com um cachorro pode reduzir em 13% os riscos de que ela venha a ter asma, enquanto na interação com um celeiro ou outros ambientes de uma fazenda a redução pode ser de 50%.

Quando você deve tirar os sapatos? É prudente tirar se na casa houver bebês engatinhando ou pessoas com alergias (o pólen pode ser transferido para o chão, especialmente para carpetes).

E, se a pessoa que você estiver visitando preferir que você tire os sapatos, “a etiqueta manda fazer isso”, disse April Masini, que escreve sobre relacionamento e etiqueta em seu website Ask April. / TRADUÇÃO DE ROBERTO MUNIZ

  • separator

Fonte: PORTAL TERRA – SAÚDE

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: