fbpx

Voltz cria versão para delivery da moto elétrica EVS





Voltz cria versão para delivery da moto elétrica EVS

De olho no mercado de delivery, que foi impulsionado por conta da pandemia da covid-19, a fabricante de motos elétricas brasileira Voltz apresentou uma versão para uso profissional do seu modelo EVS, que foi batizada de Work.

O que muda para motos no Novo Código de Trânsito
Corredor de moto passa valer em Novo Código de Trânsito
As 10 motos mais vendidas no Brasil em 2020
Nova lei quer reduzir preço de moto 0 km para entregadores

A Voltz EVS Work será empregada inicialmente em um programa piloto em parceria com o iFood, que irá empregar 30 unidades do modelo. Mas a meta da empresa de entregas é ambiciosa: chegar a uma marca de 10 mil motos elétricas nos próximos 12 meses, por meio de linhas de crédito especiais que serão oferecidas aos entregadores parceiros.

Segundo a coluna Infomoto, do UOL Carros, o modelo deverá chegar às concessionárias apenas em julho, com preços que devem oscilar entre R$ 13.990 e R$ 15.990. Na comparação com a Voltz EVS comum, as diferenças do modelo Work estão na autonomia maior (de 240 km, ante os 180 km da versão normal com duas baterias) e a velocidade máxima limitada a 85 km/h (enquanto a EVS vai a 120 km/h).

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Conheça o phloeodes diabolicus “o besouro indestrutível”
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel






<!–

–>

Notícia anteriorHongqi S9 é um hipercarro chinês com mais de 1.400 cv e produção limitada


!function(f,b,e,v,n,t,s)
{if(f.fbq)return;n=f.fbq=function(){n.callMethod?
n.callMethod.apply(n,arguments):n.queue.push(arguments)};
if(!f._fbq)f._fbq=n;n.push=n;n.loaded=!0;n.version=’2.0′;
n.queue=[];t=b.createElement(e);t.async=!0;
t.src=v;s=b.getElementsByTagName(e)[0];
s.parentNode.insertBefore(t,s)}(window, document,’script’,
‘https://connect.facebook.net/en_US/fbevents.js’);
fbq(‘init’, ‘2641197072803735’);
fbq(‘track’, ‘PageView’);
(function(d, s, id) {
var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0];
if (d.getElementById(id)) return;
js = d.createElement(s); js.id = id;
js.src = “https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js#xfbml=1&version=v2.9&appId=205286206664408”;
fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);
}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Fonte: Motorshow

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais